Comentário 31 – 3. 13: A regeneração é incompreensível.