Comentário 22 – 2. 5-7: A necessidade da pregação do Evangelho